Qual é o sotaque espanhol mais fácil de entender

Sotaque em Espanhol

Quando me perguntam qual é o sotaque espanhol mais fácil de entender, respondo: depende. E é verdade. Não há uma regra de ouro que defina qual dos sotaques seja mais simples.

Contudo é possível abstrair as falas de cada povo, gerando familiaridade com nosso jeito. Afinal, ao falarmos o Espanhol, acabamos carregando-o um tanto com nossos fonemas.

É natural este processo. Ocorre, também, ao falarmos Inglês ou outro idioma. Nossa língua é repleta de sonoridades, e as reproduzimos instintivamente.

Desse modo, o critério que utilizarei será a facilidade de qualquer brasileiro comunicar-se. Seja ouvindo ou falando, procuraremos o sotaque espanhol mais fácil de entender.

Posso contar com sua companhia? Então, vamos juntos!

As variações culturais na definição do sotaque espanhol mais fácil

Para encontrar o sotaque espanhol mais fácil de entender, temos que avaliar a construção do idioma.

Obviamente, quanto mais próximos de nós os falantes, mais simples compreendê-los. Contudo não falo de proximidade geográfica. Mas de raízes comuns das línguas.

No Brasil, temos a base fundamental latina. Essa é compartilhada com todos os hispanófonos do mundo. Afinal, o Espanhol é, fundamentalmente, uma língua latina.

Todavia tivemos outras fortes influências. Dentre elas, a fala dos ameríndios tem destaque em certos lugares, como o Sudeste.

Ainda, tivemos grave influência linguística dos povos africanos, sequestrados como escravos. Em paralelo, holandeses, franceses, italianos e até japoneses contribuíram.

Por tudo isso, é importante pensar que nem todo brasileiro fala igual. Portanto, nem todo brasileiro achará o sotaque espanhol mais fácil no mesmo lugar.

Então, caso não sinta as mesmas facilidades que apontarmos aqui, sem problemas. Basta você avaliar outras questões, até se encontrar. É fácil e divertido este processo.

Uma observação importante sobre o sotaque espanhol mais fácil

Dentre as considerações que trarei, uma é de grande importância: será necessário generalizar. E, como disse o grande Dumas, toda generalização é perigosa.

O que quero dizer é que há diferenças mesmo entre o que apontarmos. Afinal, mesmo numa cidade pequena há diferenças entre um bairro e outro.

Quanto mais ao falarmos de países!

Desse modo, atente-se que as observações são generalistas. Elas lidam com as grandes diferenças entre países e continentes. Mas há outras internas, mais finas. Tudo bem?

Os dois grandes espanhóis da Espanha

Para compreendermos qual é o sotaque espanhol mais fácil, pensemos na Espanha. Lá, de modo geral, há dois sotaques bastante diferentes: uma ao Norte, outro ao Sul.

O primeiro é uma pronúncia mais original, do Espanhol. Por algumas questões políticas, é o que mais se escuta, ao visitar a Espanha.

O Castelhano original

Nele, todas as consoantes são pronunciadas, nas palavras. Ainda, não há supressões de sílabas notáveis.

No mais, o fonema “LL” possui sua sonoridade própria. É falado imediatamente do mesmo modo que dizemos “LH”. “Llorar”, portanto, soa como “lhorar”.

Por fim, o “Z” possui um som diverso do “S”, soando com a língua presa. Torna-se muito mais simples diferenciar termos como “casa” e “caza”, que refere-se a caçar.

Se você deseja saber mais clique e veja nosso artigo Diferença entre Castelhado e Espanhol.

O sotaque espanhol conhecido como andaluz

Um pouco diferente do castelhano original, temos o andaluz. Era falado, principalmente, no sul da atual Espanha. Foi o Espanhol com que colonizou-se as Américas do Sul e Central.

Isso dito, já se imagina algo interessante: o Espanhol das Américas deve estar mais relacionado com o andaluz. Certo? Certíssimo!

O andaluz possui características muito presentes na América do Sul. Primeiro, algumas consoantes finais são suprimidas. Principalmente “S” e “R”.

Ainda, o “LL” soa como o “Y”. Este processo é chamado “yenismo”. Nele, “llorar” soa muito mais como “djorar”.

E, diferentemente do castelhano original, “Z” e “S” soam igual. Não há aquela língua presa, ao falar. “Corazón”, então, soa “coraçôn”, e pronto.

Os sotaques espanhóis das Américas

Já sabemos que as Américas receberam grande influência do andaluz. Porém é interessante pensar nas outras influências recebidas.

De modo geral, todas as Américas tiveram influência ameríndia. No entanto foi na América Central que mais houve mudanças.

Definitivamente, diria a você que o sotaque espanhol mais fácil de entender não está lá. Além das diferenças fonéticas, há um vocabulário totalmente diferente.

Já os espanhóis da América do Sul variam. Temos, por exemplo, o Paraguai, com regiões que ainda falam Guarani.

Sua fala, então, é bastante nasal e uníssona. Não há grande separação entre o começo e o fim de uma palavra. Torna-se bastante difícil de entender, quando não se tem costume.

Já Buenos Aires tem uma fala muito característica da região. Tudo soa como “X”. “La gente se fué a la calle” soaria como: “la xente se fué a la caxe”, em vez de “la rrente se fué a la calhe”.

Embora convivamos muito com argentinos, sua fala não é, também, das mais simples. Provavelmente a grande presença italiana lá seja a responsável pelo regionalismo.

Definitivamente, qual é o sotaque espanhol mais fácil

Considerando essas questões de supressões e alterações de sonoridade, digo sem medo: o sotaque espanhol mais fácil de entender é o castelhano original.

Sua riqueza de fonemas e diferenças estruturais tornam tudo mais inteligível sem esforços. Todavia a estruturação gramatical gera confusões. Há que estuda-las com bastante, OK?

Falando de América do Sul, temos Chile e Uruguai. Mesmo com influências do andaluz, ele mantêm-se compreensível, com bom ritmo e sonoridade ímpar.

Gostou das considerações? Qual será seu país de destino ou seu foco de aprendizagem? Conte-nos, nos comentários. Será um prazer descobrir isso de você.

E, caso discorde dos pontos, sem problemas. Cada um de nós é livre para identificar o sotaque espanhol mais fácil para si. A ideia é essa mesmo: que seja simples para você!

Assim, deixe-nos saber, também, sua opinião. Façamos deste artigo um espaço para todos os interessados se esclarecer. Não seria algo magnífico?

Até logo, caro aluno! Será um prazer ter você por aqui outras vezes. Hasta luego!

Quer realmente aprender a falar espanhol sem perder tempo? Veja o nosso ranking com os melhores cursos de espanhol online.

Redação Hablare

Hablare é um site de conteúdo para quem deseja aprender a falar espanhol. Temos conteúdos completos e dicas para tornar o seu aprendizado nesse idioma ainda mais cativante e divertido.

View all posts by Redação Hablare →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *