Pronomes e Adjetivos Possessivos no Espanhol

A diferença entre pronomes e adjetivos possessivos no Espanhol

Mesmo em grandes escolas, é difícil descobrir a diferença entre pronomes e adjetivos possessivos no Espanhol.

Ocorre que são poucas as pessoas que identificam necessidade de diferencia-los. Ainda, há quem diga que “podem cumprir a mesma função”.

Contudo esta não é uma resposta adequada. Semanticamente, cada qual tem seu papel. Isso embora possuam a mesma forma, materialmente.

Reconhecendo essa dificuldade e querendo seu domínio completo, vamos te ajudar. Apresentaremos de forma definitiva a diferença entre pronomes e adjetivos possessivos no Espanhol.

É simples. Pode apostar.

Recordando - pronomes e adjetivos possessivos no Espanhol

Recordando a natureza dos pronomes e adjetivos possessivos no Espanhol

Antes de qualquer coisa, quero fazer um convite. Aliás, dois. O primeiro: leia nossa matéria sobre pronomes do Espanhol. Nela, conversamos bastante sobre o que são e para que servem.

Fazendo isso, confira nossas duas matérias sobre adjetivos. Uma, conta sobre a natureza dos adjetivos no Espanhol; a outra, sobre as classes de adjetivos do Espanhol.

Você voltará com a mente refrescada sobre estes temas. Assim, será muito mais simples compreender a diferença entre pronomes e adjetivos possessivos no Espanhol.

Vá lá! Eu te espero.

Entendendo a diferença entre pronomes e adjetivos possessivos no Espanhol

Agora que você já lembrou de tudo, vamos à diferença.

Ocorre que, embora pronomes e adjetivos possessivos no Espanhol usem as mesmas palavras, são classes diferentes de palavras.

Os pronomes, como comentamos na matéria, substituem nomes. Os adjetivos, por sua vez, as modificam. E, claro, adjetivos estarão antes ou depois delas; os pronomes, em seu lugar.

Desse modo, quando digo “mi casa”, estou atribuindo um valor de posse ao termo “casa”. A casa é minha! Minha, minha e minha! E, como se vê, o termo está lá, sendo modificado.

No entanto repare neste diálogo:

— Mi casa es vieja (minha casa é velha).

— La mia es nueva (a minha é nova).

Notou como houve elipse do termo “casa”? Ele não está escrito, pois não se faz necessário. O pronome possessivo “mia” ocupou seu lugar.

Resumindo

Se o termo está presente e sendo modificado, temos um adjetivo possessivo.

Se foi suprimido, substituído pelo possessivo, então temos um pronome.

Testando seu conhecimento com exemplos

Quer testar se aprendeu a diferença entre pronomes e adjetivos possessivos no Espanhol? Então, tente responder cada situação. Combinado?

  1. Aquel es mi perro — Este é meu cachorro
  2. He perdido la mia — Perdi a minha
  3. Estas telas son tuyas — Estas telas são tuas
  4. Aquellos son nuestros libros — Aqueles são nossos livros
  5. Esta casa es suya — Esta casa é sua

Faça um esforço e, apenas quando tiver anotado suas respostas, consulte as explicações. Tudo bem? E não há problema errar. O importante é buscar aprender. Combinado?

Respondendo e comentando

No caso da questão A), temos um caso claríssimo de adjetivo possessivo. Afinal, estamos modificando o termo “perro”. Foi atribuída a ele a relação de pertencimento, de ser posse.

Quanto à B), a frase só teria sentido completo dentro de um contexto. Um diálogo, talvez. “Onde está sua carteira?”, por exemplo.

Ao responder, a pessoa teria dito “He perdido la mia”. Ou seja: perdeu a chave que possui. Havendo, então, supressão do nome, temos um pronome possessivo.

A letra C) pode confundir um tanto. Mas repare na estrutura completa: “Estas telas son tuyas”. “Tuas o quê?” Telas, certo? Veja que interessante:

Estas son tus telas.” O sentido não é o mesmo? E não o seria também em “Estas telas son tus telas/propiedades.” Houve, portanto, supressão de um nome, não?

Dessa forma, pela supressão, identificamos um pronome possessivo. Está ficando craque, não é mesmo? Partamos para as finais.

Em D), “nuestros” dá caráter de pertencimento aos “libros”. Desse modo, há modificação de um nome presente. Indiscutivelmente, temos um adjetivo possessivo.

Por fim, em E), temos a mesma situação que em C): “suya” evita a repetição do termo casa ou de um sinônimo semântico. Portanto, há a presença de um pronome possessivo.

Se acertou todas, meus parabéns! Se ainda se enganou, não tem problema. Basta revisar o material aprendido e continuar estudando.

De todo modo, estamos abertos a receber suas dúvidas. Será um prazer imenso ajudar você a adquirir a tão sonhada fluência do Espanhol.

Esteja sempre por aqui para receber sempre matérias quentes. Elas são escritas com todo nosso carinho, pensando sempre em você.

Até mais, caros alunos! Nos vemos em breve!

Redação Hablare

Hablare é um site de conteúdo para quem deseja aprender a falar espanhol. Temos conteúdos completos e dicas para tornar o seu aprendizado nesse idioma ainda mais cativante e divertido.

View all posts by Redação Hablare →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *